.viagem.

.na rodoviária eles se encontram e os gestos e os sorrisos se fazem duplos. indo para a mesma parada, dividem as poltronas, as horas e as garrafinhas de água. as falas fluem lépidas e estar lado a lado faz o tempo correr menos doloroso. de volta em casa, a viagem tem gosto de ainda não terminou.

Anúncios

.flores.

.na capela do cemitério um festival de coroas fecha os olhos dos que dormem.
.os mortos recebem as flores que não chegaram enquanto o sangue ainda era quente.

.cacos.

.carinha de anjo endiabrado, a tipinha toma água e arremessa os copos do alto das escada.
.o barulho do vidro virando caco é como explosão de fogos de artifício nos olhinhos agridoces.

**baseado nas histórias de infância do amor da minha vida**