.olhares.

meus olhares são remendos de sinais
quebra-cabeças de palavras
como querendo em cada peça derramar amor e poesia
ou mágoa, dor, tristeza e raiva,
mas que é sempre solidão
e sempre leva o olhar pra ontem,
quando a casa ainda estava cheia,
quando o ruivo era mais vermelho,
quando o irmão ainda era pequeno,
quando eu ainda queria que o sol nascesse
e me aquietava com o teu canto.

.dia dos namorados.

Então hoje ela vai olhar a rua com os cotovelos na janela. Vai esperar que ele passe lá embaixo, que olhe pro alto e que acene com ar de quem gostaria de estar mais perto.

Hoje ela vai pegar o telefone, discar o número algumas vezes e desistir ao primeiro toque. A boca vai ficar seca e os pensamentos serão todos pra ele.

Ela vai vestir a melhor roupa, escolher com cuidado o perfume e a maquiagem. Vai fazer no cabelo o melhor penteado.

Vai cozinhar uma massa e comprar um vinho.

E ele não virá.

La despedida

Cuando alguien se va,

Quien se queda sufre más.

Não disse palavra. Saiu, bateu a porta e desapareceu até que o céu perdeu a cor. E enquanto a saudade consumia horas e dias, ele seguia sua rotina de pouco fazer. Lia uns tratados, escrevia uns poemas e se perdia nos caminhos para não chegar em casa, porque estar lá era sentir dela a ausência e respirar um ar pesado como chumbo.