Do amor

E quando você vai, sempre deixa em mim o cheiro. Esse cheiro que eu preciso ter em mim, que eu procuro feito bicho pra reconhecer que é você, excluindo todo o resto, a minha causa e os meus efeitos.
Que a tua pele tocando a minha é a comprovação de que eu vivo. Que ganhar da tua boca os beijos é materializar o que não é palpável. Nosso amor se concretiza quando tocam em mim os teus lábios.
Que o mundo se desfaz imenso, quando, dentro do teu abraço, eu percebo que já não são necessários nenhum pára-raios. É no teu peito que eu encontro toda a paz do mundo.

Anúncios

Vírgulas

Essas vírgulas, meu bem, mudaram o nosso rumo. Trocaram o doce pelo amargo e puseram nossos olhares à terceira margem. Acabaram com os risos e suspiros: deixaram só a mágoa.